domingo, 7 de abril de 2013

18. "O CUIDADO DE DEUS" -

0018/13
Texto: Isaías 43. "MAS agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti."
Exposição: Deus conforta o seu povo, encoraja e ao mesmo tempo, reanima. O seu povo poderia se sentir seguro, pois, estava sob o cuidado de Deus. E esse cuidado, este zelo, era em função de uma escolha, de um chamado; um chamado especial. Foi Deus quem o chamou e o chamou pelo nome. Esse chamado é especial, é uma eleição, é privilégio. Quando ele diz "eu te chamei pelo teu nome" vem cheio de significados, e desses significados era um relacionamento de amor, de aliança, um relacionamento de conhecimento. Ele, o Senhor conhecia Israel, e sabia das suas lutas e das suas dificuldades. O povo mais uma vez iria passar por uma grande prova: ir para a Babilônia e lá passar setenta anos, para reaprender adorar a Deus. Aquele cativeiro, não seria uma derrota; não seria nenhum fracasso. O povo poderia estar absolutamente certo de que Deus teria um cuidado especial. Eles poderia ir tranquilo, embora a situação não fosse de tranquilidade. Mas, poderiam estar seguros de que a promessa de Deus e do seu cuidado se fundamentava numa coisa, num chamado, num conhecimento. O Senhor, no seu alento, diz ao povo, que este, não passaria nem pelo fogo e nem pela água. Há uma possibilidade para que viesse passar, mas se passasse, mesmo pelas águas, e mesmo pelo fogo; nem a água iria fazê-lo submergir e nem chama alguma arderia... Quando isso vem na minha mente, vejo dois momentos no qual não o povo, mas, três jovens e um - o apóstolo Paulo... Quando Nabucodonosor mandou que fizessem uma estátua de sua imagem para que todos o adorassem e quem não o fizesse seria lançado numa fornalha ardente, lá estavam três jovens judeus, Ananias, Azarias e Misael que adoravam a Deus, e por isso não se prostrariam diante da tal imagem.  E assim que isso foi aos ouvidos do rei, os jovens foram chamados para se explicarem. E qual foi a surpresa do rei? Os jovens se mostravam firmes na convicção. O Deus dos céus os livraria da fornalha, e mesmo que não os livrassem, mesmo assim não deixariam de crer em Deus. Mediante essa profissão de fé, os jovens foram lançados numa fornalha, e em meio a isso, mas uma surpresa, o rei avistou dentro da fornalha mais um varão e aí? Quem era o quarto homem que estava dentro da fornalha? Cumpriu-se a palavra do Senhor, "nenhuma chama arderá em ti"... E a água me faz pensar sobre o apostolo Paulo, que numa viagem para Roma, ele viu que viria uma tempestade; tentou convencer o comandante, mas pouco adiantou. Assim que entraram em mar aberto, a tempestade começou e foi uma forte tempestade, o suficiente para que a tripulação ficasse com medo. Foram quinze dias sem verem uma luz do dia; nem céus; era um breu só. Mas, Paulo orou a Deus e dele recebeu o conforto - ninguém no barco iria perecer, ninguém iria morrer, desde que ficassem no barco. Cumpriu-se a Palavra de Deus - mesmo que passares pelas águas, estas, não te submergirão... Amados, louvado seja, Deus, pois, nós não passamos nem por fogo e nem por água. Mas passamos por situações muito parecidas com essas pelas quais passaram os jovens judeus e o apóstolo Paulo. Mas, Deus tem um cuidado especial para com cada um de nós. Podemos estar absolutamente seguros de que Deus tem zelo por nós, e esse zelo é o amor que nos envolve; é um compromisso que ele firmou conosco. Por pior que seja a situação, podemos estar seguros de que, ele nos guarda e nos livra do mal, do fogo, das tempestades seja quais forem. E tudo isso é porque ele nos escolheu. E ele nos chamou pelo nome, ou seja, ele o Senhor, nos conhece; e nos fez uma promessa baseada nesse grande amor que ele tem para com cada um de nós... E neste momento se há alguém aqui neste recinto que esteja passando por situações parecidas com essas que os jovens passaram e que Paulo também passou, fique em pé no seu lugar. Deus está aqui. Não temas, ele tem uma promessa para com você. Oremos...

Google+ Badge